O rei da bola

vodafone.jpg

Essa foto é pra todos os meus adversários que insistem em jogar com o Manchester no Winning Eleven. É por isso que perdem. Relacionamentos amorosos dentro do ambiente de trabalho não costuma dar certo (Vágner Love que o diga).

Continuo invencível com a minha Juventus e com o Chelsea \o/

Pós Post: Não liguem…notinha besta de um fim de semana improdutivo =p

Dia do Amigo

Hoje é dia do amigo, instituído, não sei por quem, por algum motivo que também desconheço. O importante é que sempre comemorei com muita alegria essa data, até porque, quem me conhece sabe o quanto uma amizade é importante pra mim. Mas hoje acordei triste, triste por ter perdido, neste ano, amigos importantes. Triste porque meu círculo de amizade sofreu baixas significativas na luta contra um inimigo que ninguem pode parar.

Mas depois pensei melhor…mesmo tendo perdido amigos, nem de longe esse círculo diminui, pelo contrário. Cresceu absurdamente e com qualidade. Ganhei amigos em viagens, no orkut, em jogos de futebol, em partidas de vôlei e corridas de kart. E meus antigos amigos, esses ficaram muito mais próximos, muito mais importantes, muito mais amigos.

Então? Reclamar do que?

Desejo a todos os meus amigos que continuem sendo meus amigos. E que essa relação, pura, que insistimos em regar, continue crescendo e se eternizando

Pós Post: Esqueci que ontem foi o dia do amigo traíra. Parabéns a todos aqueles que se encaixam no contexto da data

Exemplo Negativo

Maluf

Em discurso no Congresso Nacional, o deputado federal por São Paulo e ex-presidiário, Paulo Maluf defendeu o combate à corrupção, e disse que o Governo brasileiro deverá aplicar punições mais severas aos sonegadores. Ele afirmou (por conhecimento prático da causa), que dificilmente um sonegador cumpre pena no Brasil, o que ele considera um absurdo.

Se não fosse o fato de que Maluf responde a inúmeros processos por sonegação, eu destacaria que esse discurso é um exemplo para outros parlamentares, até porque, Maluf é o deputado federal mais bem votado do país, com 730,8 mil votos. Em um país onde a corrupção entre políticos é algo tão banal, tal acontecimento me estimula a pensar que ainda chegaremos lá (uma pena não saber onde).

Viva Maluf: Baluarte pela luta contra a sonegação fiscal!!!

Guerra do Terceiro Mundo

A Coluna “E Se” da Revista Superinteressante trouxe este mês uma suposta Guerra na América do Sul, elencada pela Bolívia de Evo Morales e o nosso querido Brasil. O motivo? Nada espetacular, apenas mais uma crise petrolífera causada pelo desentendimento entre os dois países. Os colunistas prevêem ainda a entrada de outros participantes diretamente interessados no triunfo ou na derrota de um dos países.

Na simulação o exército brasileiro (com recursos humanos e um arsenal numericamente e qualitativamente superior) iniciaria atacando a Bolívia e conquistando territórios das principais cidades Bolivianas. Para evitar que sua principal parceria socialista caísse por terra, Hugo Chávez se aliaria a Morales e a Venezuela também passaria a atacar o Brasil, dando vantagem ao bloco na parte de cima da Amazônia.

Aproveitando a oportunidade de matar dois coelhos (ou mais) com uma só cajadada, os Estados Unidos entraria na guerra do lado brasileiro, com a bandeira da Preservação da Amazônia. Bush mandaria bombardear pontos militares estratégicos dos dois países. Desesperado, Evo Morales destruiria as principais  usinas de petróleo da Petrobrás e a Colômbia entraria na Guerra por acreditar no apoio da Venezuela às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

O resultado fica claro. A vitória massacrante do Bloco Capitalista contra o Bloco Socialista, garantindo a adição de novos territórios ao Brasil, como o Amazonas do Sul. Achei engraçado analisar tudo isso dessa ótica. É claro que é apenas uma brincadeira ciêntifica, as vezes se parece mais com um joguinho de War. Mas me fez pensar bastante, e as dúvidas na minha cabeça se limitaram a um só radical. “E Se?”    

(C)omo (P)unir (I)rresponáveis

Ontem a Câmara Municipal de Curitiba instalou uma Comissão Parlamentar de Inquerito para averiguar as responsabilidades das ocupações irregulares de terra na cidade. Intitulada CPI das Invasões, a comissão começará as investigações chamando pra depor o atual presidente da COHAB de Curitiba. Apesar das denúncias de que, por ter sido criada por vereadores ligado à base de sustentação do prefeito (e que por isso tentarão manipular o resultado do inquérito), acho louvável a atitude do povo de lá. Algo a ser pensado por vereadores locais.

Manaus cresceu absurdamente durante um período de 20 anos. Inúmeras ocupações em áreas ambientais, particulares ou públicas foram registradas pelos órgãos “competentes”, porém, pouco foi feito. Esses locais sofrem diariamente com falta de estrutura e urbanização, fruto de um esquecimento de anos dos coronéis que comandaram o Amazonas por duas décadas.Essas ocupações viraram verdadeiras cidades (se comparadas a outros estados do país), e sem nenhum planejamento, sentem a falta de asfalto, saneamento básico, transporte coletivo, e é claro, a ÁGUA.

Nos últimos anos, os políticos que atuam nessas áreas ainda são considerados populistas.Tudo bem que tudo aconteceu em plena campanha, mas Lula acertou ao doar as terras do Nova Vitória (que eram da União), para os moradores que já estão lá há anos. E Serafim também acerta ao desapropriar as infinitas terras de Lord Carbrás para entregar às 7.500 famílias que, ná época, moravam no Parque São Pedro (hoje esse número dobrou). Não acredito que tenha servido como estimulo à novos invasores, afinal, o número de ocupações em Manaus diminui nos 2 últimos anos.O que não dava era pra esquecer a existência de todas essas pessoas nos dois bairros, que dependem da atuação do governo.Hoje, Parque São Pedro já tem escola e hospital.

Não dá pra esquecer o foco do post e nem da CPI. O principal motivo para a sua criação seria apontar os responsáveis e indicar punições. Quem já se interessou pelo assunto sabe que esse lance de invasão é uma verdadeira indústria, onde poucos ganham em cima da miséria de muitos. Entre os companheiros que brigam por um lugar à sombra, outros oportunistas enriquecem, usando essas pessoas como massa de manobra (esses merecem punição imediata).Porém, acho improvável que seja copiado por Manaus, e se for, é provável que não funcione (como o expresso, que também foi mal copiado de lá)

Afinal, ninguém pode esquecer que o Mauazinho, é fruto de ocupação ilegal, e que foi influenciada por Amazonino Mendes, governador da época, que fez de birra, só pra prejudicar o prefeito Arthur Neto. Com isso, o Negão conseguiu prestigio, e ocupou os principais cargos da política amazonense, ou indicando filhotes que jamais perdiam uma eleição.Mas não se iludam, companheiros, Amazonino ainda tem poder de influência sobre muitos políticos locais, entre vereadores, deputados e senadores…