Pedala, Andrés!

A simples falta de atenção pode às vezes prejudicar bastante a atividade jornalística. A imagem abaixo é parte de uma matéria publicada no jornal A CRÍTICA, no último dia 23 de novembro, tratando da morte do coreógrafo francês Maurice Béjart. Alguém consegue notar um significado estranho na relação chapéu (espetáculo) + título? Ou são só meus olhos com 10 graus de miopia?

Blog Agridoce

Enquanto o Andrés parece não fazer mais nada na vida além de pedalar, engajado no sonho de virar o Lance Armstrong, eu fico encarregado de atualizar o meu, o seu, o nosso (propaganda de rádio mode on) querido Agridoce (entra vinhetinha de fundo). Mas quando ele cansar da bicicleta ele vai lembrar do blog que abandonou, dos amigos, das mulheres…

Bom, outra coisa que pode trazer alguns questionamentos (ou não). Está lá, no inciso X do artigo 5º da Constituição da República Federativa do Brasil:

“São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”

Então como é que existem ainda revistas especializadas em fofocas e profissionais que alimentam sites exclusivamente dedicados a esse tipo de assunto? 
a) os leitores querem saber
 
b) os artistas precisam
 
c) as empresas de comunicação faturam
 
d) Todas as repostas anteriores
e) Você é um mane que só fala merda!

Resposta:  Você não sabe? Discuta!

ps.: por  favor, não cheguem à conclusão que é a ‘E’.

Anúncios

2 comentários sobre “Pedala, Andrés!

  1. Ainda tô um pouquinho longe de alcançar o nível do “meu mestre” Lance Armstrong =p. A verdade é que pedalar, pra mim, virou uma terapia…Nesses momentos tudo acaba nos fazendo bem..do vento que bate no teu rosto em uma descida rápida, o bate papo com os amigos durante as cansativas jornadas…até mesmo as dores na perna depois de uma manhã de pedalada faz a gente se sentir melhor, acreditando que isso trará benefícios ao nosso corpo =p
    Mas escrever ainda é minha paixão…é o que ainda me faz descarregar idéias acumuladas, tensões e stress, me deixando mais leve. Jamais abandonarei isso, meu querido =]
    Quanto ao erro do jornal, é interessante saber que, se a gente procurar, todos os dias irá encontrar alguma falha desse tipo, ou até pior. Noblat já dizia que “ele” sempre estará lá, as vezes oculto em bons textos, outras vezes explícito e gritante em chamadas garrafais. Ninguem está livre disso…CUIDADO! =p
    E eu queria que as pessoas passassem a ler a Constituição Federal para entenderem o quão estão erradas quando inventam e espalham boatos de terceiros por aí. É uma vergonha…né, Diego? =p

    Adorei os textos, meu amigo…só tenho a agradecer pela nova parceria =]

    Grande Abraço

  2. marlinha

    Fiquei muito feliz qndo soube do novo esporte do pascal, tem até um vídeo engraçado, heehhe…q mostra a felicidade dele de estar na ativa, é isso aí amigooo! Na verdade o esporte tem essa capacidade de nos tornar mais leves, causa umas dorzinhas qndoe stamos dfesenferrujados, mas mesmo assim é prazeroso. Cadê o voleizão???

    o erro do jornal, é gritante,mas por incrível q pareça, só mais um de mtos outros q acharíamos nesta mesma edição se fôssemos olhar c mais cautela!

    boatos? fofoca? beeem, devíamos dar um basta, um ” Fofoca, tô fora” , q bom q o agridoce não é um blog apenas pessoal, mas q trata de tdo….

    um espaço p qm quer ler, pensar, escrever….valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s