Tocando o Terror

Rodemarques Abreu

Do limitado conhecimento que tenho em relação a política baré, concluí que, para um mandato executivo andar, ou o majoritário se adequa ao sistema imposto por vereadores, deputados, desembargadores, juízes e empresários, ou ele simplesmente obtém poder o bastante para criar suas próprias regras do sistema, e fazer com que os outros se submetam aos seus caprichos.

Na semana passada o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública concedeu uma liminar que suspendia o contrato da Prefeitura de Manaus com a Transmanaus (empresa que presta serviço de transporte coletivo na cidade). Essa foi um desdobramento do pedido de ação cautelar impetrada pelo Ministério Público Estadual, pedindo o fim do contrato, e com isso a paralisação imediata do sistema.

Só com esses argumentos já ficamos preocupados com a atitude do MPE, mas o que vem é ainda pior. Tal ação já havia sido julgada pela juíza Ana Diógenes que havia dado ganho de causa para a prefeitura, porém, isso foi misteriosamente ocultado dos documentos do processo, e o juiz Bandieiro desconhecia esse primeiro momento. Pior, nem a Transmanaus e nem a Prefeitura foram informados do processo.

Se adiantando, a procuradoria Geral do Município pesquisou o caso na internet e na sexta-feira entrou com uma petição no STJ pedindo a suspensão da liminar. O caso também foi julgado pelo presidente do tribunal de justiça que deu ganho para o município. Hoje, o juiz Bandieiro reconsiderou a decisão e suspendeu a liminar, diante dos documentos apresentados pela prefeitura que foram omitidos pelo MPE.

Criar um caos na cidade é muito fácil. Basta uma decisão política, alguns laranjas e a omissão de alguns documentos. Pronto, serão 850 mil usuários sem transporte coletivo, uma confusão fenomênica na cidade de Manaus e um adeus a reeleição de Serafim (que deve ter sido o que motivou essa situação). Mas vontade política também ajudou a resolver esse problema. Serafim decidiu não parar e o problema resolveu.

Mas outubro ta chegando, e o Sarafa pode esperar ainda mais. Serão médicas emprenhadas pelo gajo, a população emprenhada pelo ouvido por deputados-apresentadores-justiceiros, e até urnas emprenhadas por velhos coronéis da política local. Portanto, antes que o Negão broxe, eu já broxei. Espero apenas que o Sarafa não vá no mesmo caminho…SÓ TOMA CUIDADO COM A SORAIA, PREFEITO.

Foto: Rodemarques Abreu (SEMCOM)

Anúncios

3 comentários sobre “Tocando o Terror

  1. diegoqueiroz

    Eu concordo contigo, Andrés, principalmente em relação ao funcionamento da política amazonense. Mas eu não tenho motivos para acreditar que o Serafim é diferente e movido por interesses que não os do Negão ou dos mesmos políticos contra os quais ele luta. Talvez essa situação toda do transporte tenha sido mesmo causada por decisões políticas egoístas e infelizes, e isso é profundamente lamentável. Contudo, essa guerra política já começou e isso vai ser sentido cada vez mais à medida que os meses vão passando. Eu só acho que ninguém é bonzinho e nenhum dos políticos envolvidos pode ser considerado vítima. A vítima, nisso tudo, é a população.

  2. kaene

    Eu não acredito sinceramnte q Serafim mudará algo em relação ao caso do transporte publico…esse era o lema dele ha 4 anos atras e o motivo pelo qual eu votei nele…pela mudança e atras da mudança…sou usuaria do transporte publico e vejo que cada vez piora, assim como os buracos (que ele diz que nao tem), assim como o salario dos professores da rede municipal, assim como a situação do transito,etc. Não que eu esteja atras de um salvador que venha a libertar os manauaras dessa escravidão;explração velada…qualquer um que tem em suas maos o poder se torna corruptivel seja por natureza ou pela força das circunstancias, afinal, pelo visto, ha uma cartilha a ser lida.
    só sei que…não há mocinhos e nem bandidos…e serafim, infelizmente, ta de olho só na reeleição dele mesmo…a população q se lasque…só q, dessa vez, ele não vai ser eleito…o povo ta de olho…

  3. diegoqueiroz

    o foda da questão é: se não for o Serafim, vai ser o Negão Amazonino. É a típica relação perde-perde, só tem que descobrir qual lado ganha (ou perde) mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s