With Stops in…

Hoje estou postando diretamente do aeroporto internacional Juscelino Kubitschek, onde faço uma escala de duas horas até o embarque para Curitiba. Ainda na janelinha do avião tive um momento de extrem saudosimo bôbo, tentando identificar ruas e prédios conhecidos dessa cidade que eu amo. Pra minha decepção nem tá tão fro quanto eu esperava, e ainda peguei a época seca de Brasília, quando a grama fica marronzinha e os lábios rachados…nessa época as crianças são liberadas de algumas aulas na escola por falta de umidade.

Infelizmente também não pude sair do aeroporto, não pude dar uma volta, ver o que mudou ou o que não muda nunca. As vezes até acho que os velhos de Brasília podem ser eterns…enfim. Daqui  a três minuos meu vôo chega e terei que embarcar, enquanto isso ficare divagando e utilizando desse espaço que conta com a paciência de vocês…Ainda sobre Brasília, lembrei dos tempos em que comiamos framboesa colhida no caminho da escola e tomei um sorvete da fruta.Não foi a mesma coisa.

Um acontecimento triste…um colega de vôo perdeu a bolsa com os documentos.Segundo ele, ela foi roubada do avão. Sobrou tristeza pro cara, e agora ele tá desesperado pois todos os documentos e todas as outras coisas estavam por lá. Há pouco ouvi a voz robotizada do aeroporto chamando ele…espero que tenham encontrado. Aliás, vocês sabiam que a mulher que faz anuncios no aeroporto de Manaus é a mesma daqui??Juro…a voz é a mesma

Ficarei em Critiba até sábado, cobrndo um evento sobre turismo pelo jrnal. Lá espero um frio intenso e rachante, como anuncia o site da prefeitura de lá. Chegarei lá às 11h e ficarei livre o dia todo, até amanhã, quando o evento realmente começa. O interessante é que na programação haverá algumas viagens a cidades perto de Curtba, inclusive com um passeio por Beto Carreiro, em Santa Catarina.Siiiim, eu tô empolgado =)

Chego em Manaus no domingo, e nesse fim de semana não devo pedalar. Também estare cansdo pra jjogar um voleizinho, mas fare um esforço pra aparecer porque a saudade pelo meu irmão tá me matando por dentro – Mano, amo você – Também quero ver meus amiguinhos e o meu amor, que me deixou no aeroporto há algumas horas, e eu ainda não consegi esquecer o rosto dela se despedind de mim. – Minha tatuzinha, amo você…amo pra sempre, amo como nunca te amei.

Vou ficando por aqui, pois as pessoas já estão curiosas pra saber o que eu tô escrevendo. Até breve, amigos

Anúncios

7 comentários sobre “With Stops in…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s