Boogie Woogie Infernal 3

O design/blogueiro/empresário/pai/produtor musical/professor/ tarado, Deco Salgado está realizando mais uma edição do Boogie Woogie Infernal, uma festa que nasceu underground, mas como diz o Ismael, logo chegará ao mainstream. Pra quem não tem programa pra esse sábado, vá lá comer um X-OVO ao som de Soda Billy e Several Skin. Nos intervalos a presença ilustre do Dj. Myegg

bwi3agridoce1

Tá dada a dica!!

Anúncios

Não tão Claro

portal

Hoje fui cobrir a inauguração de uma loja da Claro, na avenida Djalma Batista. Ao voltar para a redação me surpreendi com o release da Secretaria de Comunicação do municipio, informando que alguns dirigentes da empresa se reuniram com o vice-prefeito, Carlos Souza, anunciando que seriam instaladas 35 torres de sinal da operadora. Carlos, político como é, anunciou que a prefeitura faria de tudo para agilizar o processo de liberação da obra.

Perfeito, agora eu tinha mais uma informação para colocar na matéria. Estranho apenas que a assessoria de imprensa da claro tinha ocultado essa notícia tão importante. Pensei: Bom, vai ver foi desatenção. Estruturei minha matéria se baseando nessa reunião, e resolvi ligar para a assessoria da Claro só pra pegar mais detalhes sobre as tais torres. Foi aí que a coisa pegou, a assessora, tão surpresa quanto eu, disse que a reunião não havia acontecido, as torres não existiam, assim como o diretor de ampliação citado na matéria.

Escapei de dar uma barrigada, o blog do Negão, não.

CLARO? Como assim? Essa eu quero entender, Semcom

Pros "Peixe"

Como não poderia deixar de ser, a Câmara Municipal de Manaus aprovou ontem uma emenda a Lei Orgânica do Municipio (Loman) que modifica a forma de escolha do presidente do Fundo de Previdência do Municipio, o Manausprev. A proposta, encaminhada à Câmara pelo prefeito Amazonino “Modificando” Mendes, elimina qualquer pré-requisito ao novo gestor.

É isso mesmo, amigo leitor. A nova lei permite que o presidente do órgão seja convenientemente indicado pelo prefeito, sem que ele tenha qualquer experiência para ocupar o cargo. Antes da mudança, era necessário que o candidato a presidente já tivesse atuado por cinco anos no sistema previdenciário.

Técnicos, para que, amigo? O bom é colocar o coleguinha, que vai virar cabo eleitoral nas próximas eleições. E olha que o orçamento do Manausprev para 2009 é algo em torno de R$ 184 milhões. Grana que dava pra fazer muitos orçamentos democráticos e garantir a aposentadoria de muitos ex-funcionários.

O mais engraçado é que o vereador Mário Frota, um dos maiores críticos da proposta, votou a favor dela. O pedetista se justificou dizendo que apertou o botão errado sem querer. Nas discussões a respeito do assunto Mário chegou a dizer que a aprovação da mudança era ridícula, e fazia da CMM o quintal de Amazonino.

Sobre ele e seu dedo arisco pesam agora a responsabilidade de ajudar destruir toda a moralidade que o Manausprev tinha quando foi inaugurado, lá em 2005. E advinhem quem era o vice-prefeito dessa época?

Pros “Peixe”

Como não poderia deixar de ser, a Câmara Municipal de Manaus aprovou ontem uma emenda a Lei Orgânica do Municipio (Loman) que modifica a forma de escolha do presidente do Fundo de Previdência do Municipio, o Manausprev. A proposta, encaminhada à Câmara pelo prefeito Amazonino “Modificando” Mendes, elimina qualquer pré-requisito ao novo gestor.

É isso mesmo, amigo leitor. A nova lei permite que o presidente do órgão seja convenientemente indicado pelo prefeito, sem que ele tenha qualquer experiência para ocupar o cargo. Antes da mudança, era necessário que o candidato a presidente já tivesse atuado por cinco anos no sistema previdenciário.

Técnicos, para que, amigo? O bom é colocar o coleguinha, que vai virar cabo eleitoral nas próximas eleições. E olha que o orçamento do Manausprev para 2009 é algo em torno de R$ 184 milhões. Grana que dava pra fazer muitos orçamentos democráticos e garantir a aposentadoria de muitos ex-funcionários.

O mais engraçado é que o vereador Mário Frota, um dos maiores críticos da proposta, votou a favor dela. O pedetista se justificou dizendo que apertou o botão errado sem querer. Nas discussões a respeito do assunto Mário chegou a dizer que a aprovação da mudança era ridícula, e fazia da CMM o quintal de Amazonino.

Sobre ele e seu dedo arisco pesam agora a responsabilidade de ajudar destruir toda a moralidade que o Manausprev tinha quando foi inaugurado, lá em 2005. E advinhem quem era o vice-prefeito dessa época?

Genesis: Galera Ufam

cartaz

Comecei a escrever em blogs em 2003, quando esta nova ferramenta virtual começou a se popularizar com os bligs e bloggers. Meu primeiro contato coma blogosfera aconteceu quando fui chamado a integrar a equipe de um certo blog despretencioso chamado Galera Ufam (www.galeraufam.blogger.com.br). Éramos uma turma de calouros ansiosos por um espaço virtual para postar fotos e comentários das centenas de festas e encontros que realizávamos. Isso aconteceu, vale lembrar, antes de começar a cursar jornalismo.

Mas o que parecia pequenininho, foi crescendo e ganhando proporções UFANICAS. Logo, tinhamos leitores e fãs em cada curso da universidade, que buscava nosso blog pra saber informações ou simplesmente se divertir um pouco. Além dos posts sempre bem humorados, realizávamos diversas promoções non sense, como o Fica Comigo e o Pé Na Bunda. Pra quem queria coisa séria, sempre tinha algum post falando sobre cursos, horários e eventos acadêmicos. Até debatiamos problemas da UFAM.

O Galera Ufam acabou, acho que em 2006 ou 2007. Meus companheiros começaram a sentir o peso dos períodos finais, e eu vivia novas experiências ingressando em outro curso. Aos poucos deixamos de postar e abandonamos o blog, mas o sentimento de parceria ainda é vivo, e as lembranças da importância que tivemos para outras pessoas nunca vai acabar. Fato confirmado quando fizemos uma ação social no dia 12 de outubro para crianças em tratamento no AMA. Tempos bons que não voltam, mas tento continuar de alguma forma.

Essa é uma homenagem a Dudu Science, Tom e Patovisk (este último ainda presente por aqui com a alcunha de Rafael Oliveira)

O Eloquente

reizo

A atuação parlamentar do vereador Reizo Castelo Branco já virou piada pelos corredores da Câmara Municipal de Manaus. Funcionários do órgão, inclusive de serviços gerais, acompanham de perto o herdeiro de Sabino e comentam que o jovem político só entra no plenário pra sentar na mesa diretora, pedir suco e conversar por horas no celular.

Quando resolveu, finalmente, participar da sessão plenária, o filhinho do papai deu vexame. O trabalho era simples, ler um trecho da Lei Orgânica do Municipio. Mas o que parecia fácil tornou-se impossível devido a pouca intimidade do rapaz com a leitura. Foram poucos minutos, mas que causaram tremendo mal estar entre os seus.

De lá pra cá, nunca mais lhe pediram para executar tão complexa atividade.