Pros “Peixe”

Como não poderia deixar de ser, a Câmara Municipal de Manaus aprovou ontem uma emenda a Lei Orgânica do Municipio (Loman) que modifica a forma de escolha do presidente do Fundo de Previdência do Municipio, o Manausprev. A proposta, encaminhada à Câmara pelo prefeito Amazonino “Modificando” Mendes, elimina qualquer pré-requisito ao novo gestor.

É isso mesmo, amigo leitor. A nova lei permite que o presidente do órgão seja convenientemente indicado pelo prefeito, sem que ele tenha qualquer experiência para ocupar o cargo. Antes da mudança, era necessário que o candidato a presidente já tivesse atuado por cinco anos no sistema previdenciário.

Técnicos, para que, amigo? O bom é colocar o coleguinha, que vai virar cabo eleitoral nas próximas eleições. E olha que o orçamento do Manausprev para 2009 é algo em torno de R$ 184 milhões. Grana que dava pra fazer muitos orçamentos democráticos e garantir a aposentadoria de muitos ex-funcionários.

O mais engraçado é que o vereador Mário Frota, um dos maiores críticos da proposta, votou a favor dela. O pedetista se justificou dizendo que apertou o botão errado sem querer. Nas discussões a respeito do assunto Mário chegou a dizer que a aprovação da mudança era ridícula, e fazia da CMM o quintal de Amazonino.

Sobre ele e seu dedo arisco pesam agora a responsabilidade de ajudar destruir toda a moralidade que o Manausprev tinha quando foi inaugurado, lá em 2005. E advinhem quem era o vice-prefeito dessa época?

Anúncios

2 comentários sobre “Pros “Peixe”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s