Notas e Anedotas

Queda, Penoso – Falta de verba e de autonomia foram os dois argumentos usados por Therezinha Ruiz para justificar sua saída do cargo de secretária municipal de Educação. O tragicômico disso tudo é que, antes mesmo de assumir o cargo de prefeito, Amazonino Mendes fez questão de tentar cortar 30% do orçamento da educação para 2009. Imagina se tivesse conseguido, einh? Quanto a autonomia. Quem manda em uma secretária além do prefeito?  Supersecretários? Donos de empresas de pesquisa? Vai saber!

O Representante – Massami Miki subiu na tribuna da Câmara Municipal de Manaus pra fazer um discurso acalorado, enaltecendo as brilhantes ações do Ministério dos Transportes e garantindo que em breve a lendária BR-319 será concluída. Diante disso, Marcelo Ramos deu um apelido bem gracioso para o nipônico: Líder do ministro Alfredo Nascimento na Câmara.

Parodiando Nomes – Mas Massami não se abala com essas coisas, todos sabem que, além de dorminhoco, o japonês também é bem humorado. Ao fazer a chamada dos vereadores para a sessão, Miki decidiu quebrar o gelo do ato e criou nomes bem legais. O presidente Luís Alberto Carijó virou “Carídjo”. O calouro Wilker Barreto teve que se acostumar com “Wilkis” e o levantador de toadas Arlindo Júnior foi carinhosamente chamado de “Arlindo Djúnior”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s