Aliados ou Inimigos?

Ótimo texto do blog Não Senhor, do Rodrigo Araújo

Com a insistência de Omar em disputar o Governo do Amazonas este ano, vai indo por água abaixo, assim como os portos do interior, a vontade de Lula de formar o tal palanque único em torno da candidatura de Alfredo.

Agora Alfredo tenta seduzir outro pré-candidato. Ainda ontem, o editor do jornal Dez Minutos, Márcio Noronha, postou no Twitter que Serafim Corrêa e Alfredo Nascimento haviam almoçado juntos e conversado por cerca de 3 horas e questionou qual teria sido o conteúdo desta conversa.

Respondi com outra pergunta: “Apoio no 2º turno?” Pois espero que a conversa tenha se resumido a isso.

Foi então que Cirilo Anunciação, presidente do Diário do Amazonas me questionou: O que você acha sobre a possibilidade de uma aliança entre o PR de Alfredo e o PSB de Serafim?

É o que eu vou responder agora.

Acho péssimo o que vem acontecendo com Serafim Corrêa e também com Ciro Gomes. São nomes fortes na disputa do Governo do Amazonas e da Presidência do Brasil. Mais que nomes fortes, serão determinantes nas eleições deste ano.

Sempre que o PSB surge com respeito, força e credibilidade, é procurado por outros partidos em busca de aliança. E sempre o querem como partido de apoio a uma outra candidatura. Tais alianças nunca foram vantajosas para o PSB, que é desprezado logo que surgem interesse$ maiores.

CIRO GOMES

Ciro Gomes diz em seu site que insistirá em concorrer, mas que aceitará a decisão do partido, que continua sendo pressionado pelo PT a barrar a candidatura. Apoiar Dilma Roussef é apoiar tudo que foi feito pelo governo do PT, que tenta se eternizar no poder às custas da cessão de cargos e apoio em estados em que o próprio PT não possua um nome forte. O PSB deveria procurar alianças mais aceitáveis, como o PV de Marina Silva, por exemplo.

Enfim, espero que o PSB resolva surgir como uma alternativa real à polarização PSDB – PT, não só os filiados esperam por isso, mas as dezenas de milhões de eleitores que simpatizam com o partido e a candidatura de Ciro Gomes.

SERAFIM CORRÊA

É uma tarefa bem difícil pra Ciro chegar ao segundo turno na corrida presidencial, ao contrário de Serafim, que acredito ser bastante provável que chegará, e com força, a disputar o posto de Governador contra Alfredo ou Omar.

Considero a aliança entre Serafim e Alfredo ainda menos aceitável que a de Ciro e Dilma, já que nacionalmente, pelo menos o partido faz parte da base aliada e Ciro é ex-ministro do Governo Lula. Além disso, boa parcela da sociedade anseia pela candidatura de Serafim e a aliança com Alfredo é arriscada. Não por uma derrota neste pleito, a qual considero que seria remota, mas pelo que pode vir a ocorrer depois.

Espero que meu tweet esteja correto e essa conversa não tenha passado de uma pré-aliança em uma eventual disputa entre um deles e Omar no segundo turno. Caso esteja errado e a aliança venha a acontecer, não acho que Serafim queira disputar o Senado. Acredito que esta eventual aliança seria para que ele seja vice-govenador, além de facilitar as eleições de Marcelo Serafim como deputado federal e Marcelo Ramos (e outros) para deputados estaduais. E o principal: o apoio de Alfredo a Serafim na disputa da Prefeitura de Manaus em 2012.

E é aí que pode dar tudo errado. 2012 tá longe, muita coisa vai acontecer daqui pra lá, e com o IBC – Índice Buchada de Confiança – igual a ZERO, não demora muito pra Serafim pegar mais uma pernada. Além disso, não se pode desprezar a força do apoio de Eduardo Braga, que elege fácil um prefeito, desde que ele não seja tão jumento de insistir em Omar Aziz.

Serafim tem até maio para decidir que rumo tomar em relação às eleições de 2010. E está certo em buscar alianças, mas tinha mesmo que ser com Alfredo? Eu, particularmente, preferiria a manutenção das alianças anteriores, com o PSDB de Arthur Neto e o DEM de Pauderney Avelino.

O PSB não faz ideia de como existem pessoas que admiram e defendem Serafim sem pedir nada em troca, pelo simples fato de acreditar que ele é a melhor opção para o Estado. E o bom vendedor vende qualquer coisa, mas se tiver um bom produto pra oferecer fica bem mais fácil. Numa analogia com um vendedor de frutas, Alfredo seria uma daquelas podres pequenas e amassadas que ficam escondidinhas, lá no fundo da embalagem.

Por isso acredito que o PSB precisa ter candidatura própria e buscar apoio, e não apoiar o nome de Alfredo e Dilma. Tanto no Amazonas como nacionalmente, é por essa atitude que esperam os filiados e os simpatizantes do partido, que ele tenha postura do partido maiúsculo que ele de fato é, que não se torne uma espécie de mini-PMDB, que continue sendo um partido diferente.

Chega de pensar política como número de vereadores, prefeitos, deputados ou governadores que o partido tem. Política deveria ser bem mais que isso.

Pra finalizar, uma constatação, seguida de um pedido:

O PSB é um partido grande. Que aja como tal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s